Parênteses ( ), na gramática, configuram-se como sinais de pontuação cuja finalidade é marcar um momento intercalado no texto, onde existe acréscimo de informação acessória. Os parênteses podem ser retirados da oração sem alterar o sentido da mesma, sendo dispensáveis. Entretanto, quando o sinal de parênteses está presente, proporciona enriquecimento do conteúdo frásico com informação extra, além de esclarecer o que foi dito.

Quando os parênteses ( ) devem ser utilizados?

O sinal de parênteses deve ser utilizado quando:

Há introdução de considerações, comentários, explicações e reflexões sobre algo que foi mencionado na oração. Por exemplo:

  • Existe dois tipos de orações coordenadas: as sindéticas (ligadas por meio de uma conjunção) e as assindéticas (ligadas por meio da vírgula).
  • Ela disse que cumpriria sua parte do combinado. (Será?)

Na separação de orações intercaladas com verbos declarativos, especialmente quando curtas. Além dos parênteses, também é possível a utilização da vírgula ou de travessões na separação de orações intercaladas.

  • Há quem o faça (mas não o aconselha) por isso não o farei.
  • Eles afirmam (embora ninguém acredite) que são de confiança.

Na introdução de dados bibliográficos, biográficos e indicações cênicas. Os dados biográficos fazem referência ao período de vida de uma pessoa e ao seu local de nascimento, entre outros. Nos dados bibliográficos podem estar inclusos o nome do autor, o nome da obra e o ano de publicação da obra, entre outros. As indicações cênicas referem-se às indicações que são dadas aos atores nas peças de teatro para contextualizar a ação dos mesmos em palco.

Exemplo de dados biográficos:
Pedro Henrique de Castro (Barcelona, 1950 – Rio de Janeiro, 2019) foi o diretor da cooperativa.
Exemplo de dados bibliográficos:
“Agora eu quero contar as histórias da beira do cais da Bahia.” (Jorge Amado, Mar Morto, 1936.)
Exemplo de indicações cênicas:
Lucas – Você está vindo tão tarde hoje…
Cláudia (entrado na sala) – Eu sei, me atrasei na saída da escola.

Na indicação da possibilidade de leitura de uma determinada palavra no gênero feminino ou masculino, bem como no singular ou no plural. Além dos parênteses, também é possível a utilização da barra na indicação dessas possibilidades de leitura.

  • Avisam-se que os(as) pais(as) não estarão presentes na reunião da escola.
  • Todos(as) os(as) candidatos(as) deverão se enfileirar.

Pontuação dentro ou fora dos parênteses ( )

Dependendo da situação, há sinais de pontuação que podem aparecer dentro ou fora dos parênteses. Caso haja uma frase completa dentro dos parênteses, deve ser pontuada autonomamente. Caso haja somente uma pequena palavra ou informação, pontua-se apenas a frase principal onde essa informação está inserida.

Exemplo de pontuação fora dos parênteses:
Vou viajar à praia com familiares: Igor (meu primo mais novo) e Isabella (minha prima mais velha).
Exemplo de pontuação dentro dos parênteses:
Será que conseguiremos ir ao shopping? (E aproveitar este dia de calor?)

Parênteses ou parêntesis?

Há certa confusão quanto ao uso da palavra parênteses ou da palavra parêntesis. O uso da palavra parêntese deve ser priorizado, com plural parênteses, já que é a forma aportuguesada da palavra, enquanto parêntesis é a forma da palavra em Latim. Entretanto, as duas formas de escrita são corretas.

  • A frase deverá ser escrita entre parênteses.
  • A frase deverá ser escrita entre parêntesis.

Videoaulas

Referências:

www.normaculta.com.br/parenteses/

www.mundoeducacao.uol.com.br/gramatica/parenteses.htm

Comente