Na Língua Portuguesa, o vocativo desempenha a função de invocar, apelar ou chamar. Portanto, o uso do vocativo acontece em situações de comunicação, onde o falante se dirige ao ouvinte, ou seja, quando aquele quem fala nomeia, invoca ou chama a pessoa com quem está falando. Ele pode aparecer no início, no fim ou no meio das orações, porém não possui qualquer relação sintática com os demais termos da frases, pois é independente, não pertencendo nem ao sujeito, nem ao predicado.

O vocativo é usado no discurso direto, geralmente apresentando uma entonação exclamativa ou apelativa. É necessário destacar o vocativo através do uso de vírgulas ou de outro sinal que pontuação que transmita tal destaque, como reticências ou ponto de exclamação. Além disso, o vocativo pode estar acompanhado de interjeições de apelo, onde a interjeição “ó” é a mais utilizada pelos falantes.

Qual é a diferença entre vocativo e aposto?

Frequentemente confundidos, o vocativo e o aposto têm suas diferenças. O vocativo trata-se de um termo independente que não estabelece qualquer tipo de relação sintática com outros termos da frase, enquanto o aposto estabelece uma função sintática com outro termo da frase, relacionando-se com ele.

Exemplos de vocativo

No geral, os vocativos aparecem isolados da frase por uma vírgula, e é comum que estejam no início do enunciado. Por exemplo:

  • Amigo, você sabe que dia é?
  • Gente, venha ver isso!
  • Ricardo e Rafael, já mandei pararem de conversar durante a aula!

Os vocativos também podem aparecer ao final do enunciado. Confira:

  • Você sabe que dia é, amigo?
  • Venha ver isso, gente!
  • Já mandei pararem de conversar durante a aula, Ricardo e Rafael!

Em casos mais específicos, o aposto pode aparecer no meio da frase, entrecortando-a.

  • Você sabe, amigo, que dia é?

Perceba que, nesse caso, o vocativo aparece entre duas vírgulas. Lembre-se: é um termo isolado da frase.

Exercícios resolvidos

Questão 1 – Em qual alternativa a vírgula não é utilizada para separar o vocativo?

A) Aproveitem a oferta! Estou vendendo, gente!

B) Tivemos algum retorno, gente?

C) Não vi ninguém da escola ultimamente. Você tem visto, Abner?

D) Escute, George.

E) Mas ainda há muitos peixes no aquário, correto?

Resolução

Alternativa E. O termo “correto” não pode ser interpretado como vocativo.

Questão 2 – Assinale a alternativa que apresenta vocativo.

A) Pedro, Rogério e Amanda são melhores amigos.

B) Encontramos o seu namorado ontem, Luana.

C) Eu argumentei, Flávio, mas ele não quis me ouvir.

D) Caetano Veloso, meu cantor preferido, também é compositor.

E) Temos mesmo que ir, papai não espera.

Resolução

Alternativa C. “Flávio” aparece entre vírgulas. Pelo contexto, trata-se do vocativo.

Videoaulas

Referências:

www.normaculta.com.br

www.portugues.com.br

Comente