orações coordenadas

Orações coordenadas são orações que estão ligadas uma à outra apenas pelo sentido, sendo sintaticamente independentes. Ligam-se através de conjunções ou de vírgulas. Quando são separadas é possível entender seu sentido, independente da oração que esteja próxima. 
Apesar de não dependerem de outras orações para existirem, podem fazer uso de outras para completar o seu sentido. Esse tipo de ligação nas orações coordenadas ocorre quando há presença de conectivos como, por exemplo, as conjunções
As orações coordenadas são classificadas em dois tipos: assindéticas e sindéticas.

Orações assindéticas

As orações coordenadas assindéticas são caracterizadas pelo período composto justaposto, ou seja, não são ligadas através de nenhum conectivo.

Exemplos

  • Saí cedo da loja, peguei um táxi, fui ao parque, voltei tarde.
  • Cheguei no colégio, fui direto à sala de aula.
  • Faço uma torta, uns salgados, uns biscoitos.

Orações sindéticas

As orações coordenadas sindéticas são caracterizadas pelo período composto ligado através de uma conjunção ou locução coordenativa.

Assim, dependendo dos conectivos presentes nas orações, elas podem ser: aditivas, adversativas, alternativas, conclusivas e explicativas.

Exemplos

  • Amo pizza, mas estou de dieta.
  • João vai sofrer muito, pois sua tia é inconsequente.
  • Está chovendo muito aqui, logo, vamos voltar para a loja.

Classificações

Aditivas: estabelecem ideia de adição, soma.
Exemplo: Não venderemos a loja, nem (alugaremos) a casa.

São conjunções aditivas: e, nem, mas, também.

– Adversativas: estabelecem oposição, adversidade.
Exemplo: Gostaria de ter comido, mas não tive tempo.

São conjunções adversativas: mas, porém, todavia, contudo, entretanto, no entanto.

– Alternativas: estabelecem alternância.
Exemplo: Siga o GPS ou peça informações.

São conjunções alternativas: ou…ou, ora…ora, já…já, quer…quer, siga…siga.

– Conclusivas: estabelecem conclusão.
Exemplo: São todos doidos portanto não podem entender.

São conjunções conclusivas: portanto, logo, por isso, pois, assim.

– Explicativas: estabelecem explicação.
Exemplo: Senti calor, porque estava com agasalho.

São conjunções explicativas: que, porque, pois, porquanto.

Orações Coordenadas versus Orações Subordinadas

As orações subordinadas, como o próprio nome já indica, são aquelas que dependem de uma oração principal. Isto é, são orações que possuem função sintática com a principal.
Isto quer dizer que as orações subordinadas são dependentes e precisam da oração principal para completar seu sentido. Diferente das coordenadas que são independentes

Vídeo-aulas

Orações Coordenadas

Período Composto por Coordenação ♫ Paródia “Morro do Dendê” ♫

ORAÇÕES COORDENADAS SINDÉTICAS e ASSINDÉTICAS | Aprenda tudo!

Referências

https://www.normaculta.com.br/oracoes-coordenadas/
https://www.todamateria.com.br/oracoes-coordenadas/
https://mundoeducacao.uol.com.br/gramatica/oracao-coordenada.htm
https://www.educamaisbrasil.com.br/enem/lingua-portuguesa/oracoes-coordenadas

Aprimore seu português grátis
Receba nossas atualizações em seu e-mail

Comente