O que é norma culta?

Configura-se como norma culta o conjunto dos padrões linguísticos comumente utilizados pela parcela mais escolarizada da população. Trata-se da variação linguística usada por aqueles que vivem em meios urbanos e que possuem elevado nível de escolaridade, em situações formais e monitoradas de comunicação escrita ou falada.

Características da norma culta

A norma culta é utilizada em situações monitoradas e formais de comunicação. Ela impõe a correção gramatical, utilizando um rigoroso uso das normas gramaticais. Essa linguagem é elaborada e cuidada, privilegiando a utilização de estruturas sintáticas complexas e de um vocabulário rico e diversificado, com pronúncia das palavras feita de forma clara e correta. A norma culta é o registro ensinado nas escolas, e configura-se mais prestigiado e erudito.

O domínio da norma culta reflete-se na modalidade escrita da língua, fazendo o uso devido da acentuação, da pontuação, da concordância, da colocação pronominal e da regência, entre outros.

Foto: Reprodução (pixabay.com)

Exemplos de uso da norma culta

Regência verbal com a preposição adequada:

  • Ela nunca ouve ao pai.
  • Eles assistiram ao jogo de vôlei separados.

Colocação pronominal em ênclise no início da oração:

  • Levante-se e vamos seguir em frente.
  • Dá-me o pente, por gentileza.

Uso correto das várias pessoas gramaticais:

  • Ele quer ir contigo. Tu vais a que horas?
  • Observe isso com atenção e depois diga se você compreendeu tudo.

Utilização de palavras sem estarem abreviadas ou contraídas:

  • está (e não tá);
  • para (e não pra);
  • você (e não cê).

Fazer uso norma culta de uma língua é uma competência bastante valorizada no mercado de trabalho, pois o domínio da norma culta possibilita ao indivíduo comunicar com eficiência, desenvoltura e precisão.

Foto: Reprodução (pixabay.com)

Qual é a diferença entre a norma culta e a norma-padrão?

Apesar da norma culta e da norma-padrão serem próximos, sendo inclusivamente usados muitas vezes como sinônimos, elas referem-se a normas distintas.

A norma-padrão configura-se como a norma gramatical, com base na gramática tradicional e normativa, atuando como um modelo idealizado que visa padronizar aa língua escrita. Já a norma culta trata-se da variação que mais aproxima-se de tal padrão.

Norma culta e variação linguística

Existem diversas variações linguísticas no Português, fruto da existência de distintos grupos sociais, com diferentes graus de escolarização, que apresentam diferentes hábitos linguísticos. O resultado é a pluralidade de normas.

De todas essas normas, a norma culta é considerada a mais conceituada, sendo percebida como uma linguagem culta e erudita, usada por um grupo de pessoas da elite, pertencentes à camada mais favorecida e escolarizada da população.

Uma vez que todas as variações linguísticas usufruem desse mesmo prestígio, muitas sofrem preconceito linguístico, sendo consideradas menos cultas e até mesmo incorretas. É fundamental o entendimento e a aceitação de que todas as variedades linguísticas são fatores de enriquecimento e cultura, não devendo ser tratadas como erros ou desvios.

Foto: Reprodução (pixabay.com)

Qual é a importância de escrever da forma correta na literatura?

Ao escrevermos usando norma culta, estamos nos comunicando com o público na linguagem padrão do país. Tal padrão tem a finalidade de facilitar a compreensão, minimizando as diferenças na maneira que cada um tem de se expressar.

Um exemplo clássico de como a gramática pode nos ajudar a interpretar um texto de maneira adequada é através do uso das vírgulas. Apesar de existir a concepção errada de que a função da vírgula é determinar as pausas em nossa fala, o real objetivo da vírgula é organizar as orações dentro de uma frase. Ao você mudar uma vírgula de lugar, todo o significado pode ser alterado. Observe a diferença entre os seguintes pares de frases:

  1. Igor, o diretor da escola, ligou.
  2. Igor, a diretora da escola ligou.

Ambas as frases estão corretas, entretanto transmitem informações diferentes. Na frase 1, “Igor” é o sujeito da oração. Ele é o diretor da escola e fez uma ligação. Na frase 2, por sua vez, “Igor” é um vocativo. O interlocutor está avisando ao Igor que o diretor da escola ligou.

  1. Vou ali comer gente.
  2. Vou ali comer, gente.

Podemos observar uma alteração de significado da mesma natureza nesse par de frases. Na frase 1, observamos um caso de canibalismo. Na frase 2, o interlocutor está avisando às pessoas que vai fazer uma refeição.

Apesar da existência de situações onde desviar da norma culta seja adequado, é essencial que você aprenda como escrever certo se deseja se comunicar de maneira precisa e eficiente com seus leitores.

Foto: Reprodução (pixabay.com)

Como aprender a escrever e falar conforme a norma culta?

Para aprender a escrever e falar seguindo a norma culta, é imprescindível ler muitos textos que fazem uso das regras da norma culta. Também é necessário ter senso crítico e sede de conhecimento para sempre analisar seus erros e tentar melhorar.

A maioria das pessoas, por exemplo, não sabe como fazer o uso correto das crases nas orações. Aqui vão algumas dicas para não errar mais:

A crase é a junção da preposição “a” com o artigo feminino “a”. Ao invés de falar “a” duas vezes seguidas, juntamos os dois em uma palavra só. Por isso, uma das ocasiões em que usamos a crase é quando o verbo da oração exige a preposição “a” e, em seguida, há um artigo com substantivo “a”. Por exemplo:

Pedro levou sua prima à faculdade.

Uma maneira simples de conferir se a frase leva crase é substituindo o substantivo feminino por um masculino, que é antecedido pelo artigo “o”. Observe:

João levou sua prima ao mercado.

Como você pode observar, a junção da preposição “a” com o artigo “o” é “ao”. Quando você realizar essa substituição e encontrar um “ao”, é sinal de que a frase original, com substantivo feminino, leva crase.

Esse é apenas um exemplo de erro gramatical comum. A melhor forma é realizar uma correção ortográfica em seus textos, observar quais erros você cometeu e, em seguida, pesquisar as regras gramaticais referentes. Só assim você aprenderá como escrever seguindo a norma culta da Língua Portuguesa.

Foto: Reprodução (pixabay.com)

Videoaulas

Referências:

www.normaculta.com.br

www.bibliomundi.com

Aprimore seu português grátis
Receba nossas atualizações em seu e-mail

Comente